,

Macrobentos de Fundo Inconsolidado

 

 

Período: 2007

Fonte dos Dados: Buruaem, L. M.; Castro, I. B.; Hortellani, M. A.; Taniguchi, S.; Fillmann, G., Sasaki, S. T.; Petti, M. A. V.; Sarkis, J. E. S.; Bícego, M. C.; Maranho, L. A.; Marcela Bergo Davanso, M. B.; Nonato, E. F.; Cesar, A.; Costa-Lotufo, L. V.; Abessa, D. M. S. Integrated quality assessment of sediments from harbour areas in Santos-São Vicente Estuarine System, Southern Brazil, Estuarine, Coastal and Shelf Science. 130(2013): 179-189.ISSN 0272-7714, http://dx.doi.org/10.1016/j.ecss.2013.06.006

Resumo:

Este estudo teve como objetivo avaliar o estado recente da qualidade de sedimentos com base na tríade de sedimentos em 5 zonas do Porto de Santos. Os dados descritores do macrobentos foram utilizados na tríade, composta também por: 1) testes de toxicidade no sedimento - aguda e crônica, 2) análises físico-químicas: granulometria, matéria orgânica, carbono orgânico, nitogênio, fósforo, metais, hidrocarbonetos policíclicos, alquibenzeno e butyltins.Os resultados indicaram haver poluição por metais e compostos orgânicos em níveis tóxicos. 

No. de estações de Coleta: 5

 
 

FigFigura1 – estações de coleta posicionadas nas margens do Canal de Navegação do Porto, de forma a evitar influência de dragagens recentes.

Polychaeta foi o grupo mais abundante, seguido por Crustacea e Mollusca. Nematoda ocorreu apenas na estação 1 (Baia de Santos), que apresentou a maior diversidade entre as estações (14 espécies).