,

Macrobentos de Fundo Inconsolidado

 

 

Período: 2006-2010

Fonte dos Dados:: CODESP-DTA Engenharia. Monitoramento das atividades de dragagem na área de disposição oceânica de material dragado da Codesp e suas regiões adjacentes. Relatório de Atividades – Macrobentos de Fundo Inconsolidado, 2005 a 2010.

Resumo: Os dados gerados nas atividades de monitoramento da área de descarte do material dragado para manutenção da profundidade de navegação do canal sob jurisdição do Porto Organizado de Santos. A coleta de macrobentos de fundo inconsolidado e sedimento ocorreu sazonalmente. As atividades de monitoramento iniciaram em 2006 e estão ativas, porém os dados disponibilizados vão até 2010.

O estudo foi desenvolvido pela especialista Dra. Mônica Angélica Varella Petti, consultora da DTA Engenharia, São Paulo, SP, em atendimento à contratação realizada pela CODESP (Companhia Docas do Estado de São Paulo). Em cada campanha, são coletados vários grupos da fauna de macrobentos e considerados nas análises gerais. Entretanto, a identificação até o nível de espécie é realizada apenas para os Poliquetas.
 

Objetivo do Estudo - os dados foram gerados como parte do EIA-RIMA (Estudo de Impacto Ambiental – Relatório de Meio Ambiente), exigido pelo IBAMA (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente), seguindo um Termo de Referência, para solicitar o licenciamento da dragagem de aprofundamento do Canal de Acesso e Bacias de Evolução do Porto Organizado de Santos.

A coleta de macrobentos ocorreu durante a primavera, entre 8 e 12/10/2006.
O estudo foi desenvolvido por  Alexandra E. Rizzo e Sílvia Maria Sartor, consultoras da  Fundação Ricardo Franco, Rio de Janeiro, RJ, em atendimento à contratação realizada pela CODESP (Companhia Docas do Estado de São Paulo). A licença para a operação de aprofundamento do Porto foi concedida pelo IBAMA em novembro de 2009.

No. de Estações de coleta: 40 estações (Fig. 1), com tréplicas (120 amostragens), na área dos estuários de Santos, São Vicente, Bertioga e entrada do canal de navegação do Porto de Santos.

Os vários grupos da fauna de macrobentos foram considerados. Entretanto, a identificação até nível de espécie foi realizada apenas para os Poliquetas.

 

Figura 1 – Pontos de coleta no estudo de Macrobentos desenvolvido para o EIA-Rima de aprofundamento do Porto de Santos